jusbrasil.com.br
21 de Agosto de 2017

O que jovens advogados podem aprender com Better Call Saul?

Felipe Gomes Sarmento, Advogado
Publicado por Felipe Gomes Sarmento
há 11 dias

Better Call Saul é uma série norte-americana produzida pela Netflix, cujo personagem principal é Jimmy Mcgill (personagem originalmente concebido pela série Breaking Bad), um advogado muito atrapalhado e perdidamente apaixonado por sua profissão. A série retrata de forma caricata e muito bem humorada as inúmeras dificuldades que os advogados em início de carreira enfrentam e que felizmente ou infelizmente são inerentes ao exercício da advocacia em qualquer lugar do mundo (sim, Suits é um devaneio, um sonho de uma noite de verão).

Subliminarmente, Jimmy dá muitas lições sobre como devemos nos portar diante daquelas dificuldades que a princípio parecem insuperáveis, mas que com bom humor, destreza e resiliência podem ser superadas.

Aqui vão apenas 5 das inúmeras lições que podem ser extraídas das situações vivenciadas por Jimmy:

1 - SEJA APAIXONADO PELO QUE FAZ E ACREDITE NOS SEUS SONHOS, ISSO FAZ DIFERENÇA:

Na série, Jimmy que inicialmente era uma espécie de Office-boy no mega escritório de seu irmão e experiente advogado Chuck McGill, faz das tripas coração para realizar seu sonho de se tornar advogado e montar seu próprio escritório, tendo como objetivo secundário ficar longe da sombra de seu irmão, que às escondidas faz de tudo para que Jimmy desista de seu sonho na advocacia.

Neste ínterim, Jimmy vivencia as primeiras dificuldades existentes no início da carreira, tais como a falta de capital, falta de estrutura para recepcionar clientes e um mercado extremamente competitivo, entretanto, a paixão pela profissão e a felicidade por ter realizado seu primeiro sonho na carreira profissional ofuscam qualquer sombra de fracasso, fazendo com que Jimmy siga firme e extremamente confiante em busca de seus novos objetivos.

2 - DESPERTE SEU LADO EMPREENDEDOR (COM ÉTICA):

Não é novidade para ninguém que, com a globalização e a evolução dos meios de comunicação, assim como diversas profissões existentes no mercado, a advocacia mudou radicalmente, rompendo com o modelo secular de profissão exclusivamente intelectual e afastada do business mercante, para aproximar-se cada vez mais de uma atividade empresarial propriamente dita, onde se exige do advogado conhecimentos de gestão financeira, gestão de pessoal, marketing e networking, de modo que sem tais características dificilmente um advogado em início de carreira consegue se destacar no mercado e praticar seus serviços a troco de uma remuneração justa e condizente com a dignidade da profissão, vendo-se obrigado a trabalhar para outros advogados mais experientes a troco de um reles salário mensal.

Na série, com pouco tempo de advocacia e aos tropeços em seu início de carreira, Jimmy recebe uma proposta para trabalhar em um concorrente de seu irmão; sem dinheiro e sem muitas opções, se vê obrigado a aceitar a proposta e resolve render-se ao ordenado mensal. Porém, ao iniciar no novo emprego, Jimmy se vê totalmente desmotivado e se sente como um peixe fora d’água ao se dar conta de que, em verdade, não estava construindo seu sonho, mas apenas lapidando o sonho de outra pessoa, oportunidade em que pede demissão e volta para sua lida, feliz e sozinho mais uma vez, contando apenas com sua confidente e fiel colega de profissão, Kim Wexler.

3 - SEJA COMUNICATIVO E FALE A LÍNGUA DAS PESSOAS:

Outra característica comum em todo bom advogado e que pode ser facilmente observada em Jimmy é a fluência na comunicação. Uma das lições mais importantes que extraí estudando teoria da comunicação eficaz é que as pessoas não escutam “o que você diz”, mas sim “como você diz”, e isso muda tudo. Passe a observar todas as pessoas que tentam convencer um determinado grupo de pessoas ou até mesmo uma só pessoa de algo! Elas buscam a todo momento do discurso uma espécie de aproximação com destinatário da mensagem, para que assim sua tese seja “comprada” e ela então alcance o que deseja com aquele discurso.

A teoria da comunicação eficaz, em apertada síntese, explica que esta aproximação pode ser alcançada de diferentes maneiras e uma delas é: “adaptar a sua forma de falar à capacidade de entendimento do destinatário da mensagem”, parece óbvio né?! Mas não é! MUITAS pessoas falham drasticamente neste quesito, justamente por não dominarem o uso adequado da linguagem em certas ocasiões, e por este motivo perdem muitas oportunidades.

A título exemplificativo, as chances de se fechar um negócio com alguém que sequer compreende o que você diz são muito menores, pois não haverá credibilidade suficiente em razão da falta de conexão entre o orador e o destinatário da mensagem, ou seja, é plenamente possível haver linguagem sem, contudo, ter havido comunicação eficaz.

Passe a considerar que linguagem e comunicação são coisas absolutamente distintas e use isso a seu favor. Um exemplo prático?! Ao assistir a previsão do tempo, as pessoas não sabem (e nem querem saber) o que é “uma massa de ar frio em direção ao pacífico sul”, elas querem saber se vai chover ou não, nada mais. Se o noticiário simplesmente comunica a existência de “uma massa de ar frio em direção ao pacífico sul”, sem sombra de dúvidas, haverá linguagem! Contudo, não haverá comunicação eficaz, pois ninguém faz ideia do que isso significa!

Na advocacia não é diferente, na hora de vender o seu serviço seja objetivo diante do seu cliente ou qualquer outra pessoa leiga no assunto e esqueça o “juridiquês”, afinal, na era da comunicação as pessoas tendem a criar relações de proximidade e credibilidade com quem fala a língua delas, principalmente, se estas pessoas estiverem atrás de uma solução eficaz para um determinado problema.

Lembre-se: Nos dias atuais as pessoas querem saber o que é melhor para ELAS, e só. Portanto, seja objetivo, seu cliente merece!

4 - SAIBA SE VENDER COMO PROFISSIONAL:

Outra abordagem genial e muito divertida da série, logo nos primeiros episódios, é o paradoxo: “marketing pessoal x impressão que as pessoas têm de advogados”. Se você é estudante de Direito e ainda não sabe disso, entenda desde já uma coisa: As pessoas NÃO gostam de advogados, lide com isso! As pessoas não querem que você cobre honorários, lide com isso!

Infelizmente o senso comum tem a falsa percepção de que advogados são sinônimos de problemas e complicações (ora bolas, resolver problemas é o nosso trabalho, como é possível chegar a uma conclusão dessas?!), é justamente por este motivo que todos querem ter um advogado de sua confiança (e na família de preferência, para não ter que pagar honorários). As pessoas partem da premissa de que o advogado desconhecido ou aquele que oferece seus serviços de forma mais cômoda está de má-fé e pode a qualquer momento lhe aplicar um golpe ou sei lá o que mais elas pensam (que vamos roubar todos os seus bens e deixá-las mendigando na rua?).

Portanto, aceite o fato de que seus clientes não lhe têm como a pessoa mais honesta e adorada do mundo e saiba vender a sua imagem de modo a passar credibilidade não só aos seus clientes, mas para todas as pessoas que lhe conhecem como advogado, pois todas as pessoas deste mundão de Deus são potenciais clientes, lembre-se disso e jamais esqueça a ética.

5 - TENHA MATURIDADE PARA LIDAR COM OS ALTOS E BAIXOS DA CARREIRA:

O mais inspirador nesta série, em minha humilde opinião, é o fato de Jimmy ser um especialista em altos e baixos, sem cogitar em momento algum a possibilidade de jogar a toalha. A cada episódio é uma queda ou uma vitória diferente, o que naturalmente é outro retrato fidedigno do dia a dia da advocacia, um dia você ganha, noutro você perde (não necessariamente nesta ordem).

É perceptível que o personagem coloca o alcance de seu objetivo acima de qualquer obstáculo e esta característica o faz imbatível. Oras, é assim que devemos ser! A excelência no exercício da nossa profissão deve ser enxergada como um objetivo em si mesmo, o objetivo que será responsável pela concretização dos nossos sonhos. Por este motivo, assim como Jimmy, devemos fazer da profissão a nossa vida, ter afeição por ela, gastar nossa energia com ela, sonhar com ela, viver de bem com ela, viver pensando nela, deixar o cérebro, os músculos, os nervos e todas as partes do nosso corpo serem preenchidas por ela. Este é o caminho para a excelência! A excelência é um dos caminhos para o sucesso, o sucesso é um dos caminhos para a realização enquanto ser humano e a realização enquanto ser humano é o único caminho para o estado mental de felicidade real.

A advocacia, assim como qualquer outra profissão é feita de altos e baixos. Lide com isso, busque seus objetivos e seja feliz!

51 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Poxa, gostei muito do seu texto, parabéns Doutor! continuar lendo

Muito obrigado Dr. Benedito Macedo! Forte abraço!! continuar lendo

Genial! continuar lendo

Muito obrigado Dra. Leidyane!! Forte abraço!! continuar lendo

Parabéns Doutor, gostei muito do texto. continuar lendo

Muito obrigado Jamile!! continuar lendo

muito boa observação doutor. continuar lendo

Obrigado joão Aurélio! Forte abraço! continuar lendo